VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

08/05/2010

CAMINHOS DA GESTÃO DE PESSOAS




Os caminhos percorridos pela Gestão de Pessoas são muitas vezes, sinuosos, longos e despovoados (sem acompanhantes) em suas margens.

Quando chegamos ao início desses caminhos, olhando a frente buscamos no horizonte que de apresenta descobrir se será um caminho fácil para percorrer, se suas margens estarão arborizadas para proporcionar sombra, se haverá a doce música do canto de pássaros e o aroma do perfume das flores.

Esticamos o pescoço, consultamos nosso GPS buscando identificar se este é um caminho certo, se nele teremos boas areas de descanso, avaliamos se ao final do caminho atingiremos nosso objetivo.

Vejamos, quantos vão a Espanha para percorrer um caminho chamado “Caminho de São Thiago”?
Naquele caminho as pessoas buscam encontrar seu verdadeiro eu interior, na longa caminhada refletem o máximo de suas vidas, a cada passo percorrido estão perseguindo a paz em sua consciência, mas é apenas um caminho físico que está sendo percorrido...

O que quero abordar nesse texto é do caminho virtual que deve ser percorrido diariamente pelos profissionais de Gestão das Pessoas.

Atualmente a formação acadêmica para atuar nessa area oferece inúmeros cursos sob esse titulo - Gestão de Pessoas, mas qual é realmente o verdadeiro conteúdo desses cursos?

O que observamos é uma overdose de técnicas formais voltadas a promover inter-relacionamento humano, a instrução de exercícios / técnicas e didáticas incessantes originana na teoria de administração de conflitos, das tentativas de ensino voltadas a educação social, da propagação dos conceitos de convivência pacífica entre pessoas –

Sabemos que não é só isso que fará a diferença para a verdadeira compreensão das pessoas, há fundamentos que estão incrustados na personalidade de cada um. Os mcursos formais que são oferecidos para profissionais da area são baseados em teorias concretas, receitas de como gerir pessoas, até funcionam no macro cenário corporativo, na superfície da casca do ser humano ou seja, até onde uma pessoa deixará chegar a outra, efetivamente num patamar superficial, com raras exceções isso ocorrerá em seu interior.

Os cursos de Gestão de Pessoas que mencionei não chegam ao “coração”, não exercem influência no DNA humano, apenas teorizam as regras de relacionamento humano e profissional levando conceitos para facilitação do relacionamento e não do amadurecimento das relações.

Lembra-se dos caminhos da Gestão de Pessoas que dá titulo a esse artigo?

Bem os caminhos mais fáceis a serem percorridos são os caminhos adjacentes a via principal, aqueles que rodopiam e fatalmente não chegam ao objetivo real da gestor, a rodovia da verdadeira Gestão de Pessoas de cada pessoa normalmente está bloqueada com um pedágio muito caro logo nos primeiros 50 metros, não conseguimos ver o horizonte por trás dessa barreira, há algo a pagar para ulktrapassá-la, não ser que seu administrador/ proprietário libere a passagem.

Intransponível barreira, igualmente como é a Motivação, você não motiva ninguém se a pessoa a ser motivada não desejar isso.

O caminho ideal para a Gestão de Pessoas, a abertura da grande avenida da compreensão, do relacionamento sem interesses velados, da amizade sem fronteiras, a verdadeira globalização do relacionamento só é possível para aqueles que compreenderem que não existem dois caminhos iguais, embora todos eles tenham um pedágio em seu início.

Talvez um segredo passa ser co0mpartilhado com você; o caminho arborizado, com sombra, perfumes florais e belas planícies, não está no caminho que lhe é oferecido à frente, está no caminho que você percorreu para chegar até ali.

Somente quando percorremos o caminho passado, plantando flores, onde colonizamos suas margens com verdadeiras amizades e lealdade, onde fincamos raízes da sabedoria de nossa cultura humana – comente assim teremos forças para ir em frente nesse novo caminho que se descortina.

São os metros percorridos em nossos caminhos da vida que contam, não os quilômetros;
São as flores plantadas e que desabrocham que conta não a floresta que ficou para trás;
É a sabedoria de quem compreende e escuta as pessoas que conta não os discursos que faz.

Os caminhos da Gestão de Pessoas passam por sua vibração interior, passa pelo amor incondicional por pessoas e não por fazer delas degraus de uma escada que deseja subir para ser superior a tudo e a todos.

Percorrer os caminhos da gestão de Pessoas é saborear a certeza de está fazendo isso com fé no presente e no futuro de nossa missão maior – POR E PARA PESSOAS.

Vitor Marques
Gestor de Pessoas, Palestrante e Consultor de Recursos Humanos.
vitormarquesy@yahoo.com.br

Nenhum comentário: