VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

13/09/2008

DIVULGAÇÃO - Festa de Renascimento ALDEIA GUARANI


Segue a programação dos guaranis para a festa de "renascimento" da aldeia.

Este é um importante momento para estarmos todos presentes, demonstrando toda nossa indignação com o que aconteceu e com a omissão dos governos federal, estadual e municipal, e reafirmando nosso apoio a este importante simbolo de resistência em defesa da cultura e da preservação do meio ambiente. A construtora Pinto de Almeida quer construir prédios em cima dos sambaquis e já está inclusive questionando judicialmente a extensão do Parque Estadual da Serra da Tiririca. Todas as comunidades locais, ambientalistas, movimentos sociais e populares de Niterói e de outras partes, devem se unir em defesa deste patrimônio. Para que esta preservação seja completa, é fundamental a permanência dos Guaranis.

A luta precisa continuar !!!

Fernando Tinoco


por favor, encaminhar aos interessados.

*1) Festa do Renascimento*

por Murilo Marques Filho*
*

*Renasce amanhã, dia 13, das cinzas, a Aldeia Guarani de Tekoá Mbo'y Ty, criminosamente incendiada na sexta-feira, dia 18 de julho de 2008, em Camboinhas, Niterói*.
As ocas (casas) foram reconstruídas pelas mesmas mãos que ergueram a Aldeia de Tekoá Mbo'y Ty em março desse ano – movidas pela mesma coragem e a mesma determinação, amparadas pelo mesmo senso de responsabilidade e pelo profundo respeito ao Sagrado que as trouxeram até aqui.

Os Jovens Guerreiros Mbyá corajosa e altivamente permaneceram com suas famílias, sem necessidade dos prometidos reforços externos nem da proteção policial requerida, peitando abertamente – com a nobreza, a retidão de caráter e o destemor dos que nada devem e – a especulação criminosa, o racismo homicida, o gangterismo político de Niterói e as milícias de aluguel.
A Força de Nhanderú os Protegem e os abençoam.
*
Estão todos convidados para a grande festa amanhã, 13 de setembro,**
"A** **Festa
da Resistência dos Guarani Mbyá de Mbo'y Ty"- evento a ser comemorado todos os anos a partir dessa data, 13 de setembro - * serão oferecidas Oficinas de Culinária Guarani, Pintura Corporal, Pintura em Tecido, Artesanato em Madeira e até mesmo Arco e Flecha. Haverão apresentações seguidas de música e dança tradicionais, demonstração de uma construção de uma oca (às 17
horas) e venda de artesanato Guarani.

*Às 15 horas haverá o lançamento do Centro de Cultura Tupi-Guarani de Camboinhas e apresentação do Coral de Crianças Guarani**.* A tarde será tomada por atividades, oficinas e demonstrações. Às 17:30 horas o Coral de Jovens e Crianças Guarani fará apresentação. *Depois, às 18 horas, será acendida a fogueira e se dará o Mborai-Ete-I (o Canto do Pajé) e uma Cerimônia na Casa de Rezas.* Quatro Guarani Capixabas, doze Guajajaras de um comunidade do interior do Maranhão Amazônico, incluindo o seu mais respeitado Pajé estarão presentes à Cerimônia.

Após a Cerimônia haverá a Grande Fala do Cacique Darcy Tupã, jovem líder que comandou a ocupação, resistiu às ameaças e suportou a Tragédia com nobreza serena e altivez guerreira e conseguiu - *junto aos seus Irmãos e Irmãs, Companheiros Guarani* - reconstruir a comunidade do Zero Absoluto, fazendo-a renascer com ternura e alegria – sem ceder um só milímetro de sua Luta pelo chão onde pisa com a dignidade dos que sabem onde pisam e do porque do seu caminhar.

A partir da Fala do Nobre Cacique, atores, intelectuais e artistas em geral, solidários à luta dos Guarani, convocados pela atriz Priscila Camargo, prestarão as suas homenagem à coragem e a nobreza dos Guarani Mbyá de Tekoá Mbo'y Ty com seus depoimentos. Depois, a atriz Priscila Camargo, contadora de estórias, contará à beira da fogueira Mitos da Cosmologia Guarani e a cantora lírica Nedir Cândida interpretará canções de Villa-Lobos. A Festa termina com um grande Xondaro, a Dança dos Guerreiros, encerrando a cerimônia.

*2) NOTIFICAÇÃO DE ATENTADO + APELO AOS CONVIDADOS ("Querem acabar com nossa
Festa...")*

Por Darcy Tupã Nunes e Murilo Marques Filho

Ontem, 11 de setembro, por volta das 20:45 horas, quando a maioria das famílias já havia se recolhido, um grupo de cerca de 15 jovens guerreiros se concentrava na cobertura de uma oca (casa), próxima à antiga Associação de Surf, escutando músicas, jogando conversa fora, brincando,se divertindo.
Um helicóptero sobrevoou a aldeia ostensivamente, ninguém "se ligou".

*Pouco tempo depois (exatamente às 21:05 horas), do outro lado da Aldeia*, próximo ao Canal de Itaipu, *ardia um grande incêndio*: uma pessoa (ou um pequeno grupo, pois foram muito discretos, ninguém notou) ateou fogo às palhas e madeiras estocadas junto à vegetação de restinga, para construção da última oca, e fugiu - ou fugiram - pelas Dunas, em direção à praia. O fogo "lambeu" a palha e cresceu na restinga, as chamas "comendo" a vegetação rasteira.

O Cacique-bombeiro Darcy Tupã correu, junto com seus companheiros, com a mangueira, debelando o incêndio; o jovem guerreiro Kwaray (Luciano) rescaldou as brasas até a última gota da caixa d'água. Por sorte, ontem, dia
11 de setembro, havia água. Por sorte também, o vento corria em direção ao Mar (a Casa de Rezas foi poupada); por sagacidade ameríndia, agora os Guarani de Tekoá Mbo'y Ty estão usando eucalipto para as vigas, com menor poder de combustão.

O atendente do 190 disse que não enviaria viatura pois o incendiário já havia se evadido do local, pediu que ligasse para 193 (bombeiros, aliás, sempre ocupado); depois, o atendente do 190 pediu confiança na Polícia Militar, que eu me dirigisse à delegacia de Itaipu para prestar queixa imediatamente. Mas, não possuindo carro (e os Guarani sem a requerida viatura para emergências), ninguém - em sã consciência, numa situação daquelas - atravessaria as Dunas, o Canal e as ruas escuras para prestar queixa na delegacia e retornar pelo mesmo caminho escuro.

Se facada no escuro, nos arredores de Itaipu, fosse centímetro de asfalto, a ponte Rio-Niterói poderia ser recoberta uma centena de vezes. Por essa e por outras, dormi na Aldeia , fiquei pela praia, acompanhando os trabalhos e só voltei agora. QUEREM ACABAR COM A FESTA DE AMANHÃ, MAS AINDA HÁ MUITA PALHA, MUITA ÁGUA, MUITA GARRA E MUITA MÚSICA NESSE MUNDO.

*Por isso pedimos a todos os amigos e convidados que se identifiquem na entrada da Aldeia , com CPF ou Carteira de Identidade, para a segurança de todos e em solidariedade ao Povo Guarani Mbyá de Tekoá Mbo'y Ty - pedimos principalmente ao atores televisivos e celebridades que dêem o seu exemplo, identificando-se formalmente na entrada.*

*Em nenhum lugar do Brasil** se entra em Terra Indígena (TI) sem identificação, se autoridades FEDERAIS, como a FUNAI, relutam em tomar as providências devidas, transformando a área reivindicada em TI, que nós, amigos e aliados, honremos a Comunidade de Tekoá Mbo'y Ty com tal estatuto, com todas as formalidades devidas - dando exemplo às nossas autoridades.*

*O GOVERNO FEDERAL É RESPOSÁVEL PELA PROTEÇÃO DOS ÍNDIOS CONFORME CONSTA NO ART. 231 DA CARTA MAGNA BRASILEIRA.*

Atenciosamente:

Darcy Tupã Nunes
Murilo Marques de Carvalho Filho

Nenhum comentário: