VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

26/09/2008

MOTIVAÇÃO – UM REMÉDIO GENÉRICO...


Amigos

Sou reflexo do que sou, tenho aquilo que quero, posso o que posso, amo o que amo!

Essas podem ser afirmações onde a maioria das pessoas acaba não se reconhecendo ou se identificando como autor, ao chegar no final da leitura acabam atribuindo sua autoria a outras pessoas e que até admiram-nas por isso, mas... estas pessoas ficam à margem dos acontecimentos, da atitude pró ativa e da ação positiva, portanto ficam na zona de conforto e sem ATITUDES TRANSFORMADORAS.

Há alguns anos quando decidi transportar meu conhecimento pessoal de forma definitiva como propósito em função das outras pessoas, realizei um exame de consciência pessoal e profissional para realmente saber se poderia realizar tal tarefa. Sabia que muitos profissionais têm grande conhecimento, mas que nem sempre todos transformam esse conhecimento como instrumento suficiente para inspirar as outras pessoas.

Imaginei o que seria tão importante na minha bagagem profissional para ser estruturado em forma didática e assim ser transferido a essas pessoas, assim como a ação do CHAMÃ CORPORATIVO (*), atuando como agente inspirador e transformador de pessoas e na razão de sua conseqüência transformando a realidade presente.

Amigos, essa fase foi uma das mais difíceis por que passei, pois tudo que vinha a cabeça eram sistemas, processos, ferramentas de aplicação operacional na área de Recursos Humanos. Eram opções puramente técnicas e que a cada análise diziam para minha consciência:
Será que é isso que você quer disseminar como conhecimento, como herança profissional? Esse conhecimento é definitivo e importante para transformar pessoas?

As respostas sempre eram: Não isso não vai ter efeito essencial para transformar pessoas.

A busca continuava até que em um dia, após uma palestra que pronunciei, alguém me disse uma frase, que me transformou, foi ela:

“Vitor, o que sinto nesse momento não é o aumento do meu conhecimento – é o aumento de minha motivação, da energia para ir em frente, algo que vem de dentro do meu coração...”

Essa frase abriu meu coração e escancarou minha alma, percebi que transformar pessoas e inspirar suas atitudes não estava atrelado as teorias técnicas que aprendemos na universidade e nas organizações, não estava ligado a esquemas de fluxogramas, organogramas, historogramas, ou quaisquer semelhantes outras “gramas”, não estava ligada a técnicas que são importadas de outros países como fórmulas mágicas de administração de pessoas – aliás assunto este que possue material para abertura de ampla discussão na gestão de pessoas.

No momento em que escutei a frase percebi que Motivação é um remédio GENÉRICO e não um remédio daqueles que apenas um laboratório exclusivo detem a fórmula e por isso explora de forma arbitrária sua distribuição tanto nos aspectos financeiros quanto nos aspectos de volume.
Percebi que todos podermos ter acesso a ENERGIA que nos transforma por dentro, a ATITUDE que muda nossas vidas e destinos, a ÉTICA da preservação do ser humano e de sua complexa rede de relacionamento humana, anima e vegetal.

Meu caminho se abriu e desde aquele momento busco trabalhar a mensagem de que todos somos capazes de emergir em meio ao oceano revolto, emergir com a força de um submarino que estando a muitos metros de profundidade empurra seu peso de volta ao mar recuperando seu oxigênio e emerge, vigoroso, com força, recuperando seu espaço na superfície e singrando os mares em busca de seu porto seguro. Claro que a técnica também apóia este trabalho, é nela apoio características de obtenção mensurável de resultados organizacionais dentro da área de RH.

Não pensem que a MOTIVAÇÃO, este remédio genérico, disponível em todos os pontos da vida é algo que se precisa da receita de especialistas ou afins. Não, não é assim que se obtém a permissão de utiliza-la. Você o obterá de forma simples e única – apenas querendo.

Este remédio não tem contra indicações, podemos tomar doses cavalares em intervalos muitos pequenos, de preferência uma dose atrás da outra. Com água, com leite, com suco ou com vinho...simplesmente toma-la aproveitando seu efeito transformador, embriagante e multiplicador.

Fica aqui meu convite, para que num dia desses possamos juntos curtir esse êxtase pessoal, um efeito catalisador de esperança, vida e fé – quem sabe faremos essa viagem todos juntos, “foi de repente, assim como tudo acontece” como dizia Betinho ao relacionar a sua descoberta da vida, independente das doenças terrenas apenas com foco em viver e viver sempre.

Vitor Marques
Gestor de Pessoas, Consultor de RH e Palestrante Motivacional
vitormarquesy@yahoo.com.br


(*) Leia o artigo “Sapiência Corporativa” – Vitor Marques –
BLOG http://vitormsmarques.blogspot.com/

Nenhum comentário: