VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

14/11/2008

AS AÇÕES DESPENCAM... E Os TALENTOS SOBEM DE COTAÇÃO



MAS ONDE ELES ESTÃO?

Estamos vivendo momentos de incertezas empresarias e profissionais. O mercado está instável, sujeito a temperaturas extremas – positivas e/ou negativas, tudo isso ocorrendo em um único dia, às vez dentro de uma mesma volta dos ponteiros de um relógio.

Empresários e diretores de empresa estão em vias do estresse psicótico, loucuras optativas entre dois mundos, ir em frente ou recuar, pois é consenso que ficar como está não resolverá a situação.

O mundo está mais rico, vem crescendo espantosamente, todas as pesquisas e vitrines comprovam isso, independente da tão falada crise o que mais vem incomodando as administrações empresarias e governamental é a constatação de que o mundo carece de TALENTOS, estes que num momento como esses deveriam colocar sua perspicácia, criatividade e ação na flor da pele e assim minimizar os efeitos de uma falada crise.
As empresas patinam na elaboração dos planos estratégicos, não possuem talentos que possam reorganizar as metas e ações. As empresas precisam somar, precisam do equilíbrio entre verdade e transposição de obstáculos. A verdade é absoluta, mas pode ser transformada em alavanca para ultrapassar a fronteira do limite pensante e assim transpor os obstáculos que a verdade tenta impor e bloquear a evolução. O homem é evolutivo porque constata verdades e as ultrapassa levando ao fato situações que antes podiam ser consideradas mentiras. Alguém poderia afirmar que chegaríamos a lua em 1930? Alguém poderia afirmar que as viagens de turismo espacial poderiam ser verdade em 1950? Mas hoje são fatos e portanto foram verdades absolutas (o não acreditar nisso) transformadas por TALENTOS.

Podemos concluir então que TALENTOS são pessoas transformadoras, que vão além da verdade absoluta e buscando novas verdades e transformam o mundo em que vivemos.
Mas onde estava mesmo, ah na crise, no despencar das ações da bolsa de valores e a loucura psicótica de empresários e diretores. Agora pergunto: Essa loucura era previsível? Quais os fatores que poderiam ser considerados para efetivar uma previsão dessas?

As respostas para essas perguntas são:

Claro que essa loucura era previsível e não pensem que foram os números financeiros que previam isso, era sim a falta dos TALENTOS, ou como alguns querem frisar O APAGÃO DE TALENTOS. Esses profissionais tão raros no mercado de trabalho uma vez não detectados foram abrindo buracos na carcaça do navio e assim o navio da economia veio fazendo água e pode afundar, mas acalmem-se porque isso não ocorrerá...alguns trabalhadores braçais e não talentos estão com grossas placas de aço para tapar esses buracos. Não confundam não são talentos que estão tampando esses buracos, são trabalhadores braçais, que usam milhões e bilhões de dólares e euros para tapar os rombos no navio econômico.

E os TALENTOS, onde estão?

Para esta pergunta não tenho resposta. Gostaria que você que lê esse artigo pudesse ser um dessas pessoas, um desses TALENTOS.
Saiba que no mundo empregável o espaço para quem não incorpore as características de um TALENTOS está se extinguindo, cada vez mais só TALENTO tem espaço empregável, e gostaria muito que você fosse um deles.

Como Hunting busco por TALENTO, com as características de: arrojo; criatividade, agente multiplicador, motivador, dinâmico, comprometido, visionário, técnico, comunicativo, iniciador e acabador, dentre outras.

A falada crise não é financeira, é provocada pela falta de TALENTOS, conhecemos várias empresas que os têm e estão nadando de braçada nesse momento, Investem, estão aproveitando o descontrole de outras empresas – aquelas desprovidas de TALENTOS, provocando questionamentos e buscando as novas verdades, verdades estas que amanhã estando ultrapassadas serão os caminhos do futuro.

Afinal você ainda empurra uma roda quadrada ou tem a roda redonda à sua frente. Com a segunda seu destino será alcançado mais rapidamente. A escolha é sua uma roda quadrada ou a redonda. Somos reflexos de nossas escolhas, e você o que é?
Um TAL-LENTO ou um TALENTO? – A ESCOLHA É SUA, DECIDA-SE

Vitor Marques
Gestor de Pessoas, Empresário de RH e Palestrante Motivacional
vitormarquesy@yahoo.com.br 14/11/08

Nenhum comentário: