VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

24/01/2010

O HAITI SOMOS NÓS...




Olá amigos,

Fico com receio por manifestar-me em decorrência das mundanas ações da humanidade num momento de tanta tragédia, talvez deva manifestar-me, como acabei por escrever no texto abaixo, acredito que manifestar-me na crítica aos políticos e as instituições não fará com que pensemos que no HAITI DE TODOS NOSSOS DIAS

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O HAITI somos nós, quando não olhamos ao nosso lado e enxergamos nosso
Irmão,
Quando esquecemos da luz de nossa ajuda, por pequena que seja,
Quando afirmamos que nada temos a compartilhar,
Quando esperamos algo mudar e não saímos da zona de conforto

Quando, como hoje se dá um basta PELA ESPERANÇA DE VIDA, interrompendo a busca por sobreviventes,
Quando a política é maior que razão,
Quando esperamos, esperamos, e nada fazemos.

O HAITI somos nós, quando apenas escutamos e nada falamos,
Quando ficamos em nosso "canto" e não agimos.

O HAITI somos nós, quando a esperança é secundária e a pobreza é primária
Quando a verdade dos fatos é latente e os homens, AH! Os homens mentem,
Quando o fio de esperança é branco como creme, e a terra...bem a terra...TREME!

Mas o HAITI pode realmente se transformar em nós mesmos...

Quando num fio de grito, sufocado por toneladas de concreto, uma pessoa pedir socorro,
E naquele segundo do tempo, alguém estiver ali perto, talvez um sargento, alguém como nós,
E a este grito responder com uma atitude de ALENTO:

“Eis-me aqui, quero mudar esse HAITI numa terra serena, com ESPERANÇA e PAZ, para TÍ – SENHOR”

"SE SOMOS O HAITI, UMA ESPERANÇA NOS ESPERA - MUDA O HAITI QUE TEMOS DENTRO DE TODOS NÓS E FAÇA COM ELE SEJA A REDESCOBERTA DE QUE JUNTOS PODEREMOS REPARTIR A FELICIDADE DE MUITOS"

MUDA HAITI



Vitor Marques
Gestor de Pessoas, Consultor de RH e Palestrante Motivacional

E-mail - vitormarquesy@yahoo.com.br

Nenhum comentário: