VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

25/04/2013

BUSCAR PESSOAS! Uma tarefa difícil.

A RESPOSTA ESTÁ MAIS PERTO DO QUE IMAGINA!

No mercado de trabalho em que a busca por profissionais é uma competição acirrada para encontrar Colaboradores qualificados tecnicamente e comportamentalmente, muito de produz em teorias para facilitar a vida das empresas, teorias que vão desde técnicas para que numa simples entrevista você vasculhe o candidato e identifique qualidades e desvios, até ações combinadas de testes técnicos e comportamentais, dinâmicas de grupo, testes de aptidão, criação de cenários fictícios similares ao dia a adia que o candidato enfrentará na empresa e outras mais, enfim tudo pelo melhor candidato.

O mercado, porém não tem tantos candidatos adequados as necessidades das empresas, são raros os casos em que com segurança a empresa processa uma contratação certo de que não está se equivocando, mas se a verdade de mercado é essa o que fazer?

Acredito que até agora estivemos muito preocupados com a produção material. Chega o momento de dar um passo a frente: ocupar-nos com o crescimento e a evolução humana, por meio de um trabalho mais social e criativo, não necessariamente atrelado à economia formal.
Tenho constatado e por isso acredito que é importante redefinir a função do trabalho. Para isto é necessário levar em conta as pessoas e não as empresas, avaliar o que o ser humano deseja na sua essência, o fato mais importante que move pessoas para ir em frente: o desejo e a iniciativa para criar.
Todos nós buscamos no trabalho, seja ele qual for, duas premissas básicas:

 Recursos para o sustento próprio e da família da qual somos responsáveis, e;
 Criar relacionamentos que transformam nossos dias em constante evolução, seja ela no relacionamento afetivo ou efetivo, nesse caso, transformamos relacionamentos em comunicação, arte, produtos, serviços, etc.

Assim sendo as técnicas de seleção que cito no início desse artigo deve mensurar essa natureza humana. Buscamos enriquecimento e realização pessoal. O conhecimento que empresas buscam no ser humano deve transcender a superficialidade de testes e avaliações pragmáticas, deve sim encontrar em sua organização atividades que satisfaçam as características individuais dos candidatos em consonância com os objetivos da empresa.

Na prática o processo seletivo deve começar com a avaliação interna na empresa, obtendo afirmativas de como ela pode oferecer plenamente atividades que o satisfaçam e realizem Pessoas, seja no ambiente formal das metas físicas ou no ambiente do relacionamento humano presente nas relações humanas internas. As empresas, em qualquer ramo, tem capacidade de oferecer este ambiente saudável proporcionando a seus colaboradores desenvolvimento humano que caracteriza a busca constante pela sobrevivência, o desenvolvimento artístico, as condições para desenvolvimento de relacionamento, cultural e finalmente o material.

Hoje, no mercado que busca profissionais praticando seleção de Pessoas, seres tão complexos e ao mesmo tempo simples, é necessário sermos mais assertivos. Pessoas não são desconhecidas para você, afinal fazemos parte dessa turma, e assim sendo basta começar a conhecer mais profundamente nosso interior, nossas necessidades e sonhos, assim estaremos estará mais preparados para achar sintonia nas Pessoas com que nos relacionamos. Seremos mais Felizes e nossas empresas por consequência também.

“Saia do vicio de julgar os outros e transforme-se num provocador de mudanças. Saiba então que mudanças são momentos tão especiais que você corre o risco de olhar para o ser que ficou no passado e não se reconhecer. Mude e transforme cada segundo de sua vida em momentos felizes, não espere grandes eventos de felicidade em sua vida, talvez eles nunca cheguem, pois a felicidade ocorre a cada segundo em nossas vidas”.

Vitor Marques
Gestor de Pessoas, Palestrante, Coache e Consultor de RH

Nenhum comentário: