VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

29/01/2014

COMO SERÁ 2014 EM RECURSOS HUMANOS?


As previsões do Governo Brasileiro mostram que as expectativas para o próximo ano não são de franco crescimento. A proposta de orçamento para o ano considera que a economia do país crescerá 4%, menos do que se esperava anteriormente (4,5%), e elevará o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 4,5% para 5%. Mas, mesmo para o Ministro da Fazenda Guido Mantega, essas previsões, principalmente no que diz respeito ao PIB, em que se espera um crescimento de 4%, complicadas de se fazer, já que hoje “vivemos um momento de certa turbulência na economia internacional”.

Com todas essas previsões, o que esperam os fornecedores de serviços e produtos para a área de Recursos Humanos das empresas brasileiras?
Em conversas com os profissionais de recursos humanos, parceiros e concorrentes, tenho percebido um contingenciamento dos investimentos. O desenvolvimento humano, na sua forma direta, em cursos e treinamentos, quando a empresa precisa lançar mão de contração no mercado, é muito sensível à economia. Contudo, o ambiente econômico está mais estável e o cenário é positivo, o que deve permitir às empresas cumprirem o orçamento com mais tranquilidade.

Para o próximo ano, o maior desafio está em identificar talentos e consolidar o desenvolvimento desses talentos de forma a transformá-los em líderes estratégicos. A prioridade não são processos de RH, mas a construção de mudanças, entre elas:

- Envolver os colaboradores de forma que contribuam com sugestões e ideias inovadoras;
- Buscar a felicidade no ambiente de trabalho;
- Formar líderes capazes de construir líderes;
- Estimular ambiente inovador para formar talentos com uma visão voltada para a criatividade;
- Alinhar as pessoas à estratégia da companhia.

Enfim mudanças e ajustes sempre são necessários, 2014 não é especial nesse contexto É necessário ter vocação para o autoconhecimento, o autodesenvolvimento e o gosto, a paixão pelas questões humanas, paixão por estudar, por aprender com simplicidade, objetividade e consistência. Talvez o maior desafio seja a coragem de se posicionar e ter fé, acreditar que o ser humano e, portanto, as organizações, as nações têm salvação; estão em processo de aprendizagem e de melhoria.

Sendo assim o profissional de RH e diria todos os demais precisam compreender sua missão e exercê-la, com competência e equivalência, viabilizando o desenvolvimento de líderes inspiradores, de profissionais autênticos, potentes e maduros, que atuem em redes e que coloquem seus talentos a serviço do bem comum.

Você poderia dizer que toda essa análise que fiz é para o resto do Brasil, para as grandes cidades, para as grandes empresas, puro engano, isso serve para Santa Rita do Passa Quatro, da pequena empresa familiar a maior que tivermos por aqui, é a soma de cada um que provocam mudanças na comunidade, na cidade, estado e país.

Chega de pessimismo, chega de reclamar de tudo, chega de ficar de um lado ou do outro, fique do seu lado e de sua comunidade. Não faça conchavos políticos, tenha posição firmada sobre tudo e todos, afinal mais uma vez este ano teremos eleições, e a sua responsabilidade é muito grande, nem que seja para votar NULO, afinal se não tem gente competente talvez o Branco da PAZ seja a melhor opção, mas ainda sim a decisão sempre será SUA. Ótimo 2014, Bons negócios e conquistas neste ano!

Nenhum comentário: