VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

17/03/2015

NASCER TODOS OS DIAS <> CONQUISTAS NECESSITAM DE APRENDIZADO


A ciência determinou o momento mais traumático que o todo ser humano passa em sua vida: o nascimento. Nesse ponto da evolução devemos superar uma barreira que aparentemente se mostra intransponível, pois saímos do meio liquido para o meio gasoso, mudamos nosso metabolismo de tal forma que radicalmente não viveremos mais da mesma forma que estivemos por até 9 meses, deveremos a partir daquele momento estabelecer novas formas de sobrevivência, um exemplo disso será o choro – Você não chorava no útero de sua mãe!

Então rapidamente temos que aprender novas coisas, novas formas de relacionamento com o mundo que se apresenta, é a primeira constatação de que nossas conquistas necessitam de aprendizado.
O aprendizado custa, investimos de diversas maneiras para obter as habilidades necessárias a conquistar nossos objetivos, criamos habilidades pelo exemplo e as conquistamos pela prática constante. Não seremos perfeitos nas primeiras tentativas, cairemos, escorregamos, evoluímos e num determinado momento que muitas vezes nem nos damos conta, pronto! Estamos com um novo aprendizado incluído em nossas habilidades.
A maior das vantagens do aprendizado é que o que aprendemos nos pertence. Ninguém poderá mais retirar isso de nosso corpo. Corpo e Alma aprendem e dividem a responsabilidade por executar o aprendizado em prol de nossas conquistas.

Não há como conquistar nada, absolutamente nada sem que tenhamos Atitude para isso, então aqui entra um novo componente na máxima que dá titulo a este artigo:

Atitude vira antes do aprendizado e somente com a soma desses dois componentes teremos nossas conquistas
ATITUDE + APRENDIZADO = CONQUISTAS

A atitude é oriunda de nosso nascimento, pois o universo do útero nos pressiona, não temos mais espaço para crescer, as condições do ambiente nos sufocam, impõe mudanças, enfim exige que tomemos uma decisão. Não é por acaso que uma das definições de atitude é “modo de ter o corpo”.
Diante das definições de atitude uma delas complementa a anterior, ou seja, atitude é “modo de proceder”, assim precisamos estabelecer os bons modos de proceder para adquirir o aprendizado suficiente e preciso para alcançarmos nossos objetivos, conquistas.

O mundo em que vivemos nos impõe uma variedade imensa de necessidade de tomar atitudes, todos os dias nos depararam com novas formas de fazer algo. No mundo corporativo a busca por talentos é uma necessidade que está levando os profissionais de RH a utilizar antigos aprendizados de forma a obter novas ferramentas para obter novos resultados. Os velhos anúncios de jornal estão condenados, os grupos de divulgação na internet os substituíram. Os convênios com as escolas obtêm certo efeito, mas sob risco constante da perda do investimento.

A pergunta que mais se faz hoje nas empresas é: Preciso contratar, não temos candidatos qualitativos, talvez quantitativos, onde estão os Talentos?

Quando achamos são disputados “a tapa”, hoje leio o jornal de Uberlândia e verifico que uma grande empresa da região criou um programa de retenção de talentos que sorteia motocicletas...são as novas ações decorrentes de velhos aprendizados que comentei.

Mas voltando a essência desse artigo, devemos avaliar a raiz da fórmula para conquistas, nossas atitudes, elas que vão definir onde buscar o novo aprendizado. Em nossa carreira atitude é tudo, afinal quantos ficam pelo caminho, acomodados na repetição de velhas atitudes que darão cada vez menos resultados, pois o mundo mutante transforma e redimensiona o que queremos conquistar. Se 20% de nossas atitudes refletem 80% de nossos resultados, devemos agora começar a nascer para o novo, sair do meio liquido e confortável, isolado para o meio do relacionamento e desenvolvimento do aprendizado, somente assim teremos as conquistas que permanecerão efetivas e eficazes.

HOJE É UM MOMENTO ESPECIAL...SUAS CONQUISTAS ESTÃO À CAMINHO!

Vitor Marques
Executivo de RH, Coache e Palestrante

Nenhum comentário: