VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

21/08/2015

PESSOAS - A COMUNICAÇÃO TEM FUNDAMENTO...ALMA E CORAÇÃO

Vivemos num mundo dominado por meios de comunicação, são sistemas mecânicos ou virtuais que estão preparados para efetivar a comunicação entre pessoas, governos e empresas. Mas o que realmente me inquieta o pensamento é a dúvida sobre o domínio que nós, pessoas que criamos tais mecanismos, temos sobre essas ferramentas.

Os sistemas são criados e aperfeiçoados para proporcionar a efetiva comunicação, com a troca de algo, que podem ser: palavras, sentimentos, necessidades, ansiedades, cultura, dentre outros. O que incomoda é o uso inadequado da comunicação que ao invés de proporcionar informação para análise e feedback provoca sim a influência de atitudes negativas naqueles que são comunicados.

Os meios de comunicação citados tendem a provocar situações que necessariamente podem não ser a real opinião dos envolvidos. Podem levar as massas a agirem por impulso, sem refletir, sem avaliar as conseqüências de seus atos.

Nas empresas isso também ocorre, quando a comunicação não é feita adequadamente o capital humano envolvido poderá dar uma resposta aquém do desejado, pior, poderá reagir de forma totalmente contrária ao objetivo desejado, causando assim forte impacto a curto e médio prazo no clima organizacional. Essa situação acaba por gerar um alto custo de gestão para retomada do clima organizacional favorável.
Cada vez mais a comunicação empresarial precisa estar antenada com as ferramentas que utiliza, com as linguagens de seu capital humano. Cada vez mais é necessário utilizarmos a informação clara, transparente e objetiva; sem armadilhas da interpretação. A informação deve expressar algo que agregue a quem recebe importância histórica de passado, presente e futuro através da comunicação.

Deve permitir a formação de opinião dos comunicados baseada em valores da organização e não em “assim pode ser, talvez”. Diante de uma comunicação saudável todos ganham, empresa e colaborador, pois o resultado será novas informações geradas pela base clara em que foi criado o primeiro processo comunicativo.

Uma outra vertente da comunicação é a construção sólida da base estrutural da empresa, no campo comercial e no campo da comunidade em que está inserida. Os colaboradores tornam-se agentes de disseminação da “boa comunicação”, fazem multiplicar “o boa informação”.

Mas, é importante que não deixemos de pensar que o exercício da comunicação é exercitado na divulgação das boas e más informações, ambas devem ser feitas com o mesmo cuidado e zelo para continuidade positiva de sua influência.

O ser humano é por natureza um comunicador, alguns mais outros menos. Nas empresas não é assim, elas são reflexos da atitude comunicativa de seu capital humano, por isso é necessário que as pessoas estejam preparadas tanto para comunicar quanto para receber a comunicação, só a prática clara e transparente desse processo dará substância de longevidade a MARCA de cada empresa., por isso exercite-se, escreva tudo o que pensa, releia, analise e conclua – pensando sempre naqueles que estarão lendo ou absorvendo a sua comunicação, mesmo que seja um simples olhar, um simples abraço ou um comunicado escrito.

No processo de comunicação exercitamos nossos olhos, nossos lábios, nossos braços, nosso rosto – mas nunca podemos nos esquecer de exercitar nosso coração e nossa alma, não como humanos sentimentalistas, mas sim colocando-nos no lugar do outro, naquele ou naqueles com quem você estamos nos comunicando.

Vitor Marques
Executivo de RH, Coach e Palestrante
vitormarquesy@yahoo.com.br

Nenhum comentário: