VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

22/09/2015

A CRISE DAS VERDADES


A reflexão que proponho não é sobre causadores ou efeitos das crises que se instalam em todo mundo, em todos os tempos, muito menos as que mais especificamente ocorrem em nosso país. Minha proposta também não será falar de como essas crises são gerenciadas, minha proposta é antecipar os motivos de como se formam as tais crises, onde reside a essência da sua formação, configuração, onde está o “olho do furacão”.
É importante estabelecer que crise é nome genérico para uma variada quantidade de conflitos, humanos ou processuais. As crises se estabelecem na medida em que as relações internas entre as Pessoas e Sistemas de Relacionamento como por exemplo os processos sociais ou políticos se interagem. A crise ocorre por processos vinculados ou não entre Pessoas e Sistemas, podem ainda ser originárias no relacionamento nos movimentos de desvio entre desejos, meios, fatos e o resultado efetivo dessas relações, a crise se institui e seu efeito direto é a desarmonia pois Pessoas e/ou Processos não atendem as necessidades de uma ou de ambas as partes que fazem parte do cenário dessas crises.

A intensidade da desarmonia é que determina a gravidade e extensão da crise o que pode também determinar o seu grau de duração e efeitos, além disso a crise não tem fronteira, não se determinam limites de sua existência ou efeitos, ela é incontrolável na medida em que é gerada, porém e totalmente passível de eliminação ao se reestabelecer a harmonia entre Pessoas e Sistemas.

Os estudos apontam que a principal causa de crises são VERDADES, sua ausência, sua distorção tornando-se mentira, sua omissão, sua manipulação. As VERDADES são base do com relacionamento, dos princípios de criação de sistemas que apoiem e atendam as Pessoas, qualquer distorção na VERDADE impõe causa e efeito o que normalmente significa crise.

Mas afinal o que são VERDADES?

Verdade significa aquilo que está intimamente ligado a tudo que é sincero, que é verdadeiro, é a ausência da mentira. Verdade é também a afirmação do que é correto, do que é seguramente o certo e está dentro da realidade apresentada. A verdade é muitas vezes desacreditada e o ceticismo é a descrença ou incredulidade da verdade. A verdade dos fatos exerce grande importância no julgamento das ações humanas.

Uma verdade pode ser demonstrada sem ser reconhecida como verdadeira, por não ser muito clara. A verdade é relativa, pois alguns fatos podem ter sido verdade no passado e não serem mais verdade no futuro. Ex.: No passado as pessoas consideravam ser verdade que o planeta Terra era plano.
A verdade também pode ser verdade para algumas pessoas e para outras não, depende da perspectiva de cada um. A verdade absoluta é aquela que é verdade todo o tempo e em todos os lugares. O que é verdade para uma pessoa é verdade para todos, afinal todos n´so precisamos de ar, água e outros elementos para sobreviver.

O ser humano busca permanentemente pela verdade, é seu desejo comprovar a veracidade dos fatos e de distinguir o verdadeiro do falso o que frequentemente nos colocam dúvidas naquilo que nos foi ensinado ou apresentado por Pessoas ou por Sistemas impostos ou sugeridos, estamos sempre questionando as verdades estabelecidas pela sociedade.

Evidentemente se Verdade é tudo isso, a crise é gerada na medida em que se ausenta da relação das Pessoas a Verdade, da mesma forma dos Sistemas que são preparados para omitir a Verdade ou dela usar apenas parte, isso acaba por gerar conflito e crise essencialmente é conflito.
Se passarmos a usar o alicerce da Verdade em nossas atitudes cotidianas a essência da formação das crises será quebrada e por consequência os outros predicados baseados na ativa prática da Verdade surgirão em benefício da sociedade, ou seja, quando não se há crises há: Educação; cultura; crescimento pessoal e material, evolução espiritual e comportamental.

O antídoto das crises é a prática constante da Verdade, ela deve direcionar Pessoas e Sistemas, será nela que a sociedade humana evoluirá, inclusive com a eventual suspensão do uso do vil metal (dinheiro), ele um acelerador de crises e capitalizador de interesses propagadores do desentendimento e desrespeito a verdade.
A Verdade é semente, essência, fluído vital e combustível na composição do alicerce nos relacionamentos que tem propósito positivo, disse-se que o melhor relacionamento é o relacionamento verdadeiro, corrijo para: O único relacionamento que pode existir é sempre o verdadeiro, entre todas as Pessoas, independente das opções sexuais ou culturais, a Verdade é antídoto a qualquer Crise que se apresente, pratique isso e terá a confirmação dessa afirmativa, mesmo redundante a tudo que já foi falado sobre esse assunto.

A Verdade é avassaladora, contra ela não haverão argumentos, mesmo que dura, mesmo que o faça modificar sua conduta, seu pensamento, ela transforma Pessoas e dá consistência a Sistemas.

Vitor Marques
Executivo de RH, Coach, Palestrante

Nenhum comentário: