VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

13/04/2016

NOS MOMENTOS DE CRISE O COMPORTAMENTO DOS PROFISSIONAIS DETERMINA O FUTURO DA EMPRESA



“Comportamento e Valores são natos, Competência técnica e formação se adquirem”

A afirmativa demonstra que Comportamento e Valores, fazem parte do D.N.A. de cada pessoa, competência Técnica e Formação Curricular são adquiridas ao longo da trajetória. Em períodos de crises e instabilidades, a capacidade das empresas em criar, decidir e agir são imperativas e é exatamente no Comportamento das pessoas que residem as características para ultrapassar tais momentos.

Já há algum tempo o mercado vem solidificando a atitude das Empresas na busca crescente pelo perfil de candidatos com foco na priorização do Comportamento, deixando para um segundo momento a verificação das competências técnicas e de Formação.

É fato de que profissionais escolhidos “a dedo” e comprometidos com a missão da empresa tendem a suportar melhor momentos de instabilidade e “permanecer a bordo” mantendo o conhecimento e propagando sentimentos de tranquilidade para os demais colaboradores.

Sendo assim essa condição comportamental não mais é uma tendência e sim uma questão de estratégia empresarial, já que períodos de crises, são cada vez mais frequentes no cenário nacional e internacional. Gigantes do mercado como GOOGLE, AMBEV, BRF entre outras, investem em iniciativas que priorizem a identificação de talentos em função do seu perfil comportamental.(veja matéria no link abaixo) Este desafio, demanda uma qualificação cada vez maior dos setores de Recrutamento e seleção (RH) das empresas, exigindo melhoria constante nos processos, técnicas e ferramentas de avaliação comportamental.
Atualmente indicadores do Comportamento e de Ética estão mais disponíveis e acessíveis para checagem, a Internet e sua exploração metódica revelam sinais comportamentais importantes, mas é necessário agregar ferramentas especializadas na identificação do perfil comportamental de pessoas, como a utilização de aplicativos com base na metodologia DISC, por exemplo Darhwin-APC (Avaliação de Perfil Comportamental desenvolvida pela PSM Company). A ferramenta é utilizada tanto em processos seletivos quanto no acompanhamento dos talentos contratados, pois monitora a adaptação dos profissionais a Empresa, diante suas competências comportamentais.

Outro desafio permanente das empresas está na Retenção dos talentos, pois a escolha do profissional adequado sob os aspectos comportamental e técnico é apenas o primeiro passo. A gestão adequada dos profissionais com foco na preservação dos investimentos e, sobretudo na retenção do conhecimento, deve também fazer parte da estratégia da empresa e assim como no processo de recrutamento, considerar a utilização constante de técnicas e ferramentas que auxiliem na identificação de eventuais desconfortos do profissional na organização. Nos momentos de instabilidade, as informações sobre o “sentimento atual” dos talentos pode determinar o futuro da empresa.

Portanto, a avaliação de aspectos comportamentais e de valores tais como: Trabalho em equipe, Capacidade de Liderança, Conquistas profissionais, Comportamento digital (Redes Sociais), Formalidade do comportamento frente a situações variadas, Comunicação, Relacionamento interpessoal, Marketing Pessoal, dentre outros é de fundamental importância durante o processo seletivo e de permanência na empresa.

Nesse contexto é necessário considerarmos que as Empresas que tem em sua cultura a terceirização de profissionais, contem com fornecedores que estejam sintonizados com essas características de atuação, ou seja, na correta identificação e gestão dos profissionais de forma que tanto seus Colaboradores diretos quanto os terceiros estejam sintonizados com a cultura de Comportamento praticados.

Nenhum comentário: