VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

07/06/2008

CAMINHOS A DESVENDAR – Plano de Carreira

Todos profissionais sonham com uma carreira evolutiva, com passagens rápidas nos estágios de primeiro nível de cada profissão e a chegada triunfal no topo de sua profissão, e é claro no menor tempo possível, pois querem desfrutar das recompensas que essas conquistas geram.

Alguns desses profissionais realmente chegam rapidamente a um ponto de destaque na carreira, é o que chamamos de “Carreira Meteórica”, mas são muito poucos que conseguem essa façanha. Para a maioria que chega lá, essa conquista é fruto de muito trabalho, dedicação e investimento: tempo, obtenção de conhecimento, e a ampliação de relacionamento pessoal – o tão falado networking.

Mas o resultado final é de que para cada 100 integrantes em uma profissão especifica, somente 5% chegarão ao topo de sua atividade profissional, destes 80% estarão em empresas de pequeno e médio porte e 20% em empresas de primeiro porte.

Ao chegarmos a esses resultados concluímos que o caminho para chegar ao topo não é nada fácil, mas nós queremos ser parte dos 5% de sucesso e cada vez mais ficamos imaginando como chegar lá.

Nos processos seletivos, os candidatos buscam incansavelmente obter informações sobre a existência de um plano de carreira estruturado, pois segundo a visão geral isso facilita o crescimento profissional.
Outros buscam obter este plano de carreira na sua atual empresa, que não tem o programa formalmente definido, forças para convencer a direção de que isso é importante para a organização e para seus colaboradores.

Enfim, o grande anseio de todos profissionais é estarem em uma organização que disciplina a evolução da carreira, mas, mesmo que o plano esteja introduzido, muitos esquecem de que vários fatores precisam conspirar para a evolução do profissional, dentre eles destaco:

- Avaliação do candidato a promoção:

Quando a avaliação de desempenho é concluída em nível “bom”, você deve saber que para bom você já está no lugar certo e na posição certa, nada mais tem a acrescentar.
Se quiser evoluir profissionalmente terá adquirir diferenciais competitivos além de uma avaliação em nível “muito bom” é o mínimo esperado.
Cada vez mais as organizações esperam que o profissional vá além do esperado, que surpreenda cada dia.



- Certificações ou Ampliação das habilidades do candidato à promoção:

As organizações esperam que o colaborador amplie seus conhecimentos, com autopropulsão, dentro e fora da organização, não adianta ficar esperando que a empresa supra suas necessidades.
Não adianta reclamar, “Minha empresa não me dá cursos, não investe no colaborador...”, afinal a necessidade é sua e se quiser ter sucesso na organização ou em outras, você é responsável por ampliar sua capacitação.

- Existência da oportunidade na organização:

Quantos presidentes existem em sua empresa? Se promoção fosse automática talvez lá tivessem uns 20 presidentes, uns 40 gerentes, uns 80 coordenadores e apenas um funcionário operacional
Claro que com essa configuração essa empresa talvez nem existisse, portanto você tem que se conscientizar de que a existência da oportunidade é parte essencial das condições para sua promoção.
Se ela não existir em sua organização, talvez em outras exista e portanto: “mãos à obra”- decida-se.

Outras variáveis existem na definição de um plano de carreira, mas as três que citei são preponderantes e devem ser entendidas, sentidas e viabilizadas no sentido de permitirem que você evolua em sua carreira.

Se você quiser fazer parte dos 5% vencedores, decida-se e busque suas qualificações técnicas, comportamentais e ferramentais, depende em grande parte somente de você.

Ah...Se na sua organização não tem plano de carreira definido, tudo o que escrevi também se aplica a você.
O plano de carreira não estará escrito, mas a organização com certeza tem esses conceitos impressos no DNA organizacional e serão observados na hora de promover alguém, por isso não desanime – vá em frente e crie sua própria estrutura de carreira, com ou sem processos escritos você terá oportunidade de crescer, de evoluir.

Você estará preparado para chegar ao topo em qualquer organização.
Você é responsável pelo seu Sucesso – vá em frente...

Vitor Marques
Gestor de Pessoas, Consultor e Palestrante.
vitormarquesy@yahoo.com.br
http://vitormsmarques.blogspot.com/

Um comentário:

Marise Jalowitzki disse...

Gostei muito do texto, Caro Amigo!
Pertinente e Verdadeiro. Mais que tudo, puxando para a responsabilidade de cada um no seu crescimento pessoal.
Parabéns!
Abraços

Marise Jalowitzki